fbpx

O Arauto Brasileiro

O jornal da família tradicional brasileira

Dólar fecha em alta ante real um dia antes de decisão de juros do BC

O investidor estrangeiro tem tido menos estímulo para aplicar na renda fixa brasileira, o que tem prejudicado o fluxo cambial.

10/09/2015 REUTERS/Ricardo Moraes

SÃO PAULO (Reuters) – O dólar não sustentou a queda de mais cedo e fechou em alta contra o real nesta terça-feira, com investidores ajustando posições na véspera de o Banco Central do Brasil provavelmente cortar de novo os juros, o que prejudicaria a atratividade da moeda brasileira como moeda de investimento.

O dólar à vista fechou em alta de 0,22%, a 4,2583 reais na venda. Mais cedo, a cotação chegou a marcar 4,2242 reais na venda, em baixa de 0,58% no dia. Na B3, o dólar futuro tinha alta de 0,18%, a 4,2610 reais.

O ensaio de queda do dólar durou pouco mais de uma hora após a abertura, e já por volta de 10h15 a moeda começou a ganhar força de forma consistente até alcançar as máximas do pregão perto do fim da sessão.

Ao mesmo tempo, os juros futuros se mantiveram em baixa durante todo o dia, após dados fracos de produção industrial abrirem espaço para mais apostas de corte de juros na quarta-feira. Pesquisa Reuters divulgada recentemente mostrou que economistas projetam corte de 0,25 ponto percentual, para nova mínima recorde de 4,25%.

O UBS (Union de Banques Suisses) estima que o Copom (Comitê de Política Monetária do Banco Central) não apenas reduzirá a Selic em 0,25 ponto percentual nesta semana como também na reunião de março.

Os sucessivos cortes nos juros que ocorrem há vários meses reduziram a diferença entre as taxas pagas pelos títulos brasileiros e os papéis norte-americanos – considerados os mais seguros do mundo. Assim, o investidor estrangeiro tem tido menos estímulo para aplicar na renda fixa brasileira, o que tem prejudicado o fluxo cambial e jogado contra melhora na oferta de dólar no país.

Apesar disso, o UBS ainda projeta queda do dólar até o fim do ano para 4,00 reais, baseada em expectativa de recuperação econômica, de aprovação de mais reformas e em ajuste a expectativa de elevação do juro em 2021.

A última vez que o dólar ficou perto de 4,00 reais foi em 30 de dezembro de 2019, quando fechou a última sessão do ano passado em 4,0129 reais. Desde então, a moeda acumula alta de 6,1%.

Se gostarem, compartilhem e divulguem nosso jornal, as nossas páginas e/ou perfis nas redes sociais:

Facebook Gab Gettr Instagram LinkedIn Minds Parler Telegram Tumblr Twitter WhatsApp YouTube

Para aqueles que quiserem contribuir com o nosso modesto jornal, dispondo de algum capital para financiar-nos, cliquem no link abaixo e conheçam melhor o nosso projeto de mídia independente de jornalismo e informação.

Invista já no Arauto Brasileiro e fique sempre bem informado!

E não deixem de divulgar nossas redes sociais a outros amigos leitores e seguidores e para o maior número possível de pessoas, e sobre o nosso jornal online! Se inscrevam em nosso canal no YouTube, cliquem no sininho para continuarem a receber novidades sobre vídeos publicados no canal e curtam os vídeos para aumentar a nossa visibilidade e relevância na internet!

E sigam sempre as nossas publicações em nossas redes sociais oficiais!

Para aqueles que quiserem realizar denúncias, fazerem reclamações, elogios, sugestões, ou ainda, quaisquer outras solicitações ao nosso jornal, basta clicarem nos links abaixo, que lhes dará acesso aos respectivos formulários, contribuindo para melhorarmos ainda mais o nosso projeto de mídia independente.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação
Roberto Mayrink
Autor(a): Roberto Mayrink

Engenheiro, escritor e pesquisador autodidata. Criador de vários websites. Analista político. Conservador e monarquista. Estudioso de História, Genealogia, Heráldica e outras ciências relacionadas.