fbpx

O Arauto Brasileiro

O jornal da família tradicional brasileira

O vazio por trás dos likes

A obsessão online com a aparência é um comportamento guiado pela economia? Ou será uma tendência de problemas de auto-estima e necessidade de atenção? A objetificação da mulher nas redes sociais vista e analisada sob a ótica ácida de nossa querida Jenifer Castilho...

Foto de cima para parecer mais magra e valorizar o decote; foto de baixo para acentuar a bunda; photoshop para esconder as estrias; filtro para te deixar mais bonita.

Mil, dois mil likes, diversos comentários, sua auto estima vai lá em cima, sua valorização lá embaixo.

_103138326_ba3b3f72-a789-4de7-941b-da0e9b9fa29f
selfie-perfeita-–-shutter-–-foto-5
selfie-bms-5
selfie-app
aplicativos-turbinam-selfie
_103156483_9d66fef9-48ed-42d6-ad29-fb3469ecf0f3
_103138328_490b9f53-de34-43cd-9575-b6167e080680
previous arrow
next arrow

Você é mais feliz e linda no Instagram, e sabe disso.

Fotos e vídeos sensuais chamam atenção, então você investe nisso. Homens e mais homens te acham gostosa, te elogiam, te desejam, mas não te admiram. Na verdade, esquecem da sua aparência, do seu rebolado e do seu rosto assim que rolam o feed e aparece outra mulher com a câmera focada no útero, implorando like.

É fácil cair na ilusão dos likes, eu quase caí. Talvez você seja ótima escritora, cozinheira, ou matemática, mas seu Instagram se resume a apelo sexual e é assim que as pessoas te enxergarão. Mas quando você está longe da câmera, sozinha deitada na cama, livre de máscaras e sorrisos falsos, sem plateia, você se sente feliz consigo mesma?

Talvez seja a alma que precise de um filtro.

Jenifer Castilho
Autor(a): Jenifer Castilho

Escritora e pedagoga. Resenhista, blogueira e YouTuber. Analista política, Conservadora Cristã, Anti-feminista e Ativista digital em redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.