fbpx

O Arauto Brasileiro

O jornal da família tradicional brasileira

Missão e Visão

Uma pequena apresentação

Olá! Sejam todos bem vindos à página do nosso modesto jornal conservador independente.

O Arauto Brasileiro é o resultado de anos de ativismo de autores que vem acompanhando a degradação moral da política brasileira, o retrocesso cultural, econômico e social que vem sendo promovido e disseminado pelos grupos dos que se autodenominam “representantes das minorias” e também dos partidos políticos, que independente de qual seja o espectro político do qual façam parte, demonstram-se tão mal-intencionados, visando apenas uma implantação a qualquer custo, de um projeto obsceno, escuso e corrupto de poder.

Sendo assim, O Arauto Brasileiro surge como uma resposta de mídia independente criada com a urgência de uma reação tradicional e conservadora a essa tendência, e ainda como um instrumento de apoio e resistência à serviço das famílias tradicionais cristãs e conservadoras brasileiras, para que atuemos na proteção de seus valores, de seus ideais e até mesmo de sua sobrevivência futura.
Nós somos por excelência defensores de ideias liberais: plena liberdade de expressão, do livre direito de ir e vir e do direito do livre empreendedorismo.

Mas somos também conservadores ferrenhos e inatos, e portanto, somos absolutamente contra as seguintes pautas “progressistas” defendidas pela esquerda e pelos liberais de centro-esquerda:

    • Descriminalização das drogas
    • Proteção legal ao financiador do narcotráfico (*)
    • Liberalização do aborto e demais pautas feministas de esquerda
    • Doutrinação ideológica de gênero e de sexismo à vulneráveis
    • Cotas para “minorias” étnicas, de gênero, etc.
    • Desarmamento civil completo da população
    • Garantias de direitos humanos para criminosos (mas não para suas vítimas)
    • Desmoralização das forças policiais, militares e entidades religiosas
    • Invasão, grilagem e depredação de patrimônio privado
    • Aplicação de censura da liberdade de expressão e da espiral do silêncio
    • Ativismo político-ideológico-judiciário em detrimento do interesse popular

Nossa posição oficial quanto ao discurso “Politicamente Correto”

O Arauto Brasileiro informa que o nosso jornalismo independente e o nosso ativismo político não se posicionam a favor de racismo, misoginia, xenofobia ou quaisquer outros tipos de discursos de ódio.

Entendemos portanto que o “linguajar politicamente correto” é o equivalente de preconceito reverso quanto ao exercício da liberdade de opinião e de expressão, sendo também por nós considerado como prática de discurso de ódio.

Por extensão repudiamos aqui quaisquer comentários com fulcro agressivo ou de imposição de ideias pela força, por entendermos que isso corresponde ao exercício de autoritarismo como forma de ditadura terrorista intelectual, baseada em falácias acadêmicas (false flags) e em uma argumentação intelectual falha.

Nossa posição oficial quanto aos crimes de ódio étnico

É dispensável e desnecessário descrever aqui que a prática de RACISMO é crime previsto por lei, e portanto, não será admitida nenhuma demonstração da mesma nesse jornal por qualquer um que nele escreva.

A definição acima se aplica tanto aos autores, colunistas e editoria do jornal, quanto aos seguidores, leitores e críticos que acompanhem nossas matérias e as comentem.

Nossa posição oficial quanto à liberdade sexual e ideologia de gênero.

Quanto ao comportamento sexual, nós somos pelo princípio pleno da liberdade de escolha com a responsabilidade assumida pela mesma. Entendemos que, à partir da chamada “idade do consentimento”, o indivíduo é responsável por suas escolhas quanto a esse quesito. Desde que isso não se aplique a indivíduos vulneráveis, em função da pouca maturidade ou da ausência da capacidade de raciocínio cognitivo claro e não manipulável.

O Arauto Brasileiro (e seus responsáveis) apenas se posicionam contrários a discussões polêmicas sobre a tratativa desses assuntos em salas de aulas para menores impúberes, por entender que esse tema é da alçada familiar de cada indivíduo, e, portanto, não fomentaremos ou concordaremos com a disseminação de polêmicas quanto ao tema.

Nossa posição oficial quanto ao aborto.

Como somos pró-família tradicional e pró vida, jamais seremos favoráveis ao aborto. A defesa da prática de aborto é fomentada para atender a pauta feminista de liberalização comportamental da mulher; para nós não passa de uma instrumentalização do crime de assassinato de vulneráveis, e não podemos compactuar com isso.

Para isso existe o planejamento familiar e a postura responsável com a própria sexualidade. Mesmas regras anteriores quanto à tratativa de polêmicas; ou seja, não fomentaremos ou concordaremos com a disseminação de polêmicas quanto ao tema.

Nossa posição oficial quanto às políticas de cotas.

Para nós d’O Arauto Brasileiro, entendemos que estabelecer cotas para “minorias” representa acentuar as razões pelas quais as tais “minorias” são assim classificadas: na verdade, isso representa nivelar essas “minorias” por um critério inferior ao qual elas são estabelecidas como “minorias“, ou seja, tornar essas “minorias” ainda mais dependentes de um Estado grande paternal, populista e manipulador.

É o nivelamento pela mediocridade e não pela meritocracia. Aqui valem, apenas para finalizar, as mesmas regras anteriores quanto à tratativa de polêmicas relativas ao tema; ou seja, não fomentaremos ou concordaremos com a disseminação de polêmicas quanto ao tema.

Nossa posição oficial quanto à liberdade de expressão do indivíduo.

Respeitamos a diversidade de opiniões, e, em função da mesma, solicitamos que se evitem a disseminação de polêmicas em comentários sobre nossas matérias postadas. Quaisquer transgressões ou excessos nesse sentido, serão tratadas de acordo, independente da origem, dentro da letra da lei.

O Arauto Brasileiro e a Política de Privacidade

Nós, da Editoria d’O Arauto Brasileiro, levamos a privacidade a sério e só usaremos os dados pessoais (se forem coletados e necessários) para administrarmos as suas contas de relacionamento para cooperação mútua (sugestões, críticas, depoimentos, etc.).

Se quiserem tomar conhecimento de mais detalhes quanto aos nossos princípios legais, basta acessar aos mesmos nos links abaixo:

Aqueduto da Carioca (Arcos da Lapa) - Lapa (RJ)
Passeio Público (RJ)
Palácio Tiradentes (Sede da ALERJ) - Praça XV (RJ)
Palácio Rio Negro - Petrópolis
Palacio Guanabara
Palácio Fábrica do Conhecimento (Companhia Têxtil Brasil Industrial) - Paracambi (RJ)
Palácio do Quitandinha - Petrópolis
Palacio do Itamaraty - MRE (RJ)
Palacio do Catete - Museu da Republica
Palácio de São Cristóvão (Museu Nacional)
Palácio de Cristal - Petrópolis
Paço Imperial
Observatório Nacional do Rio de Janeiro
Museu Nacional de Belas Artes
Museu Historico Nacional
Parque da Independência
Monumento à D. Pedro I - Praça Tiradentes (RJ)
Largo do Boticario - Cosme Velho (RJ)
Ladeira da Misericordia
Jardim Botânico do Rio de Janeiro
Igreja de Nossa Senhora do Outeiro da Glória - Glória (RJ)
Igreja de Nossa Senhora da Candelária
Fortaleza de São João - Urca (RJ)
Fortaleza de Santa Cruz -Niterói (RJ)
Ilha Fiscal
Convento de Santo Antônio - Largo da Carioca (RJ)
Confeitaria Colombo - RJ
Centro Cultural Banco do Brasil
Real Gabinete Português de Leitura - RJ
Catedral de São Pedro de Alcântara - Petrópolis
Casa França Brasil
Capital - Teatro Municipal, Centro
Monumentos RJ
Porto Maravilha
Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro
Arco do Teles - Praça XV (RJ)
Capital - Arcos da Lapa, diurna
previous arrow
next arrow

A nossa Visão e a nossa Missão

Para combatermos isso, resolvemos criar e publicar esse jornal da família tradicional brasileira, para que o mesmo seja a tribuna de denúncia e exposição dos temas mais importantes, posicionada à centro-direita conservadora do espectro político, com a qual nos alinhamos. 

E como cidadãos conservadores e tradicionais, resolvemos homenagear as nossas famílias e posicionamento político, denominando nosso jornal online como:
O Arauto Brasileiro, o Jornal da Família Tradicional Brasileira!

Para finalizar, queremos deixar claro, que também respeitamos as opiniões dos demais conservadores brasileiros, mas que o posicionamento político-ideológico principal de nosso editor-chefe e de alguns de nossos autores² é o de centro-direita, tendo uma Visão Monarquista com a opção perene pela volta da MONARQUIA, e em função disto declaramos nossa principal Missão, que será efetivamente realizada pela restauração da DINASTIA ÓRLEANS E BRAGANÇA, ao seu lugar legítimo de FAMÍLIA IMPERIAL DO BRASIL!

AVE IMPERIO, IMPERIUS REX!

Notas do Editor

(*) Em nosso modesto entender, os chamados “viciados” ou “usuários”, na verdade são sócios-consumidores!

(²) O que não impede que tenhamos autores conservadores de viés republicano.