fbpx

O Arauto Brasileiro

O jornal da família tradicional brasileira

Opinião

Para quem achar que esse texto se refere a vitimismo reverso, pode por “as barbas” de molho: mulheres que são mais agressivas e mais abusivas que os homens existem sim! E elas podem se proliferar, castrando os próprios filhos homens, substituindo uma boa educação moral pela supressão dos seus instintos masculinos, sob a argumentação da “cultura de não-violência” e do combate à “masculinidade tóxica”.

Enquanto forçam diversos enquadramentos e perseguições públicas contra líderes com grande apelo e forte apoio popular na grande mídia e nas redes sociais, ditadores esquerdistas apoiados por ideólogos e simpatizantes da new left gourmet tem as suas ações incensadas e protegidas por essa mesma grande mídia e através das mesmas redes sociais que censuram vozes conservadoras. Porque isso ocorre?

Com o nítido intuito de emplacar sob a batuta da Presidência da República a pecha de propagandista de ditadura, jornalista do El País dá destaque inoportuno a um ativismo intervencionista que não é endossado pelo atual governante. Fica evidente a tentativa de emplacar uma narrativa extremista e o incentivo ao onipresente vandalismo incendiário e reacionário da esquerda revolucionária.